Leto 2015

Aqui vai um breve registo do que foram estas apetecidas e merecidas férias!

Cacela Velha

Este aldeamento fica mesmo entre Manta Rota e Tavira, com vista para a Ria Formosa e ao lado da Praia da Fábrica, recentemente eleita como uma das melhores do mundo. Com uma clara herança muçulmana, esta pequena aldeia é muito luminosa e tranquila, parece-me perfeita para umas férias, e pareceu-me também ter um andamento cultural muito giro no mês de Agosto, com concertos no cemitério antigo.

DSC_3389

Há barcos que fazem o transporte entre Cacela e a praia. Há também quem se aventure por entre os viveiros de ostras e termine com os pézitos todos cortados.

DSC_3394

Porto do Son, Galiza

Voltamos sempre à nossa querida Galiza, tão perto de casa, e mais uma vez num registo low-cost. Que é o meu preferido, muito convenientemente.

Ficámos no parque de campismo de Punta Batuda em Porto do Son. Tem excelentes condições e a praia mesmo à frente.

DSC_3427

Chama-se Playa Hornanda e é pequenina e muito agradável. A água é calma – ria – e não é tão fria quanto se possa pensar!

DSC_3483

DSC_3488

Castro Baroña, Galiza

Esta praia estava na lista de praias a visitar porque tem um antigo castro em muito boas condições mesmo ao lado da praia. Chegámos bem cedo e a praia estava deserta, a água límpida, as areias brancas. Mas à medida que o tempo ia passando e as pessoas iam chegando, apercebemo-nos que é uma praia de nudistas! Fica o aviso à população, mas podem estar lá tranquilitos e vestiditos.

DSC_3431

Faro do Louro, Galiza

No dia seguinte, e como não podia deixar de ser, choveu. Desmontámos e rumámos a Fisterra para rematar um Caminho de Santiago que fizemos em 2009. Percorremos a chamada Costa da Morte, por ter um mar inóspito que já causou inúmeros naufrágios. Parámos do Farol de Louro, e a praia, mais uma vez, limpa, deserta e enorme.

DSC_3500

DSC_3507

Fisterra fez jus à fama, e estava enevoada, com muita gente, muito frio e muita chuva. Mas o mar fazia-se ouvir contra as rochas, e o cenário é digno de um fim da terra.

DSC_3519

Para alguns peregrinos, o Caminho termina aqui.

DSC_3534

Para nós, depois de um almoço na vila à beira-ria de Muros, terminou também.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s