Frank, Lenny Abrahamson (2014)

Este foi o filme mais esquisito que vi nos últimos temos. Camuflado por um trailer leve e divertido, na verdade parece mais uma sátira à música moderna, e depois não parece nada disso, parece um ode ou chamada de atenção à doença mental. E lembra Daniel Johnston e quejandos, e como a música canaliza e tranquiliza e une os iguais.

É sobre uma banda com um nome impronunciável que faz música muito muito experimental. Retiros muito prolongados para fazer recolhas de som, arranjos estranhíssimos, dinâmicas de grupo, e tudo isso liderado pelo Frank, o génio que nunca mas nunca tira a sua cabeça de papel.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s