The Right to Cry

De vez em quando aparecem umas músicas assim.

Que nos perturbam no que estamos a fazer e nos fazem parar só para serem ouvidas.

Há poucas a fazerem isso, e há pouco tempo aconteceu-me.

Está aqui. Matt Elliot, the right to cry.

One comment

  1. Pingback: Poeira, carne e ossos | Future Artist

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s